Como Publicar Seu Projeto No Archdaily?

Quer aprender como publicar seu projeto na maior plataforma digital de arquitetura? Siga esse passo a passo

Hoje temos, mais do que nunca, claro na nossa mente que para ser notado é preciso ser visto, e como arquiteto ou designer de interiores não há melhor plataforma para divulgar o nome do seu escritório como o Archdaily.

Você já imaginou aquela obra que você recém terminou parando na primeira página do Archdaily Brasil? Quão bom seria para a imagem do seu escritório? Nesse passo a passo vou te mostrar como você pode publicar seu trabalho na maior rede de projetos de arquitetura do mundo.

Por que publicar seu projeto?

A realidade é que se não cuidamos dos nossos projetos executados, corremos o risco de não tirar o melhor proveito daquilo que ele pode nos trazer. 

Digo isso porque se você executou alguma obra e não a documentou devidamente, você está deixando para trás uma prova viva de que seu escritório é confiável e profissional.

Imagine que essas plataformas são as revistas dessa geração. Nelas, os melhores profissionais expõem seus trabalhos, é onde você é notado e seu projeto ganha relevância nacional ou até internacional.

Itens necessários para submissão

Para submeter seu projeto você irá precisar de alguns itens solicitados pela plataforma. Aqui está a lista completa:

Nome do projeto e Nome do escritório

Desenhos (em JPG)

A plataforma recomenda o envio dos seguintes desenhos: 1 planta por pavimento, 2 cortes, 2 elevações, 1 axonométrica e 1 detalhe construtivo. Ainda indicam, se possível, que sejam enviados diagramas ou outro material que ajude na compreensão do projeto.

Como a plataforma precisa manter um visual agradável de leitura e um padrão estético do site, eles sugerem a retirada de informações extras e cores em excesso. Ficou na dúvida se seu projeto está com informações ou cores demais? Procure outros projetos no site e faça uma simples comparação.

Veja na íntegra o que eles escreveram sobre quais desenhos são esperados:

“Esperamos desenhos, plantas, vistas, colagens, diagramas, entre outras formas de representação, que integrem a visão dos arquitetos autores entregando conteúdo técnico em forma acessível e legível, utilizando novas tecnologias com o objetivo de informar de forma precisa as principais características de cada projeto.”

Fotografias profissionais

fotografia-interiores-ferzeli
Projeto: Studio Colnaghi | Fotografia: Vinícius Ferzeli

Todos os projetos executados e publicados possuem fotografias para ilustrar. É uma exigência completamente compreensível, visto que a fotografia é o melhor jeito de retratar uma obra terminada.

Eles sugerem 15 imagens no formato JPG com no mínimo 2880px de largura e em RGB. São necessárias as fotos de interiores e exteriores (exceto para projetos de design de interiores).

As imagens precisam dar uma ideia completa de todo o projeto, do programa de necessidades e da sua plástica.

Outras sugestões da plataforma:

  • Fotografia de arquitetura profissional feita com equipamento especializado;
  • Evite elementos que possam desviar o foco da arquitetura (muitas pessoas, veículos, etc.);
  • Certifique-se de que todas as fotos tenham uma correção paralela;
  • Evite áreas superexpostas / subexpostas e ações de pós-produção excessivas que possam fazer a imagem parecer irreal.

Como se pode ver, há um certo grau de exigência por parte do site quanto às fotografias que irão publicar, é por isso que sugiro duas coisas:

  1. inserir no cronograma de cada obra sua, daqui pra frente, a sessão de fotografia profissional. Isso garante fotografar sua obra da maneira que a executou e não ter surpresas depois;
  2. Separar uma verba exclusiva para isso, dependendo da escala do seu projeto pode variar de mil a cinco mil reais. Tudo vai depender do fotógrafo, da localização, do número de ambientes, da escala, das limitações de horário, etc. 

Veja esse trecho retirado do ArchdailyBR dando dicas de como publicar seus projetos:

“Buscamos fotografias que mostrem, basicamente, a obra em aspectos gerais, primeiro com enquadramentos amplos que dêem conta das relações da construção com o contexto e, então, as relações entre os diferentes espaços internos. Em seguida, quanto aos aspectos particulares, enquadramentos aproximados que destaquem detalhes, acabamentos e materiais. Deve-se considerar correções de perspectiva e cor caso seja necessário. Finalmente, buscamos fotografias que reflitam cada obra, superando estilos e modas.”

Texto

Na parte escrita, você precisará preencher alguns formulários com os dados gerais de projeto, como nome, localização, ano de conclusão, área bruta construída, entre outros itens. Há um formulário padrão que eles disponibilizam para você utilizar como base.

A descrição do projeto é considerada pelo site como o “catalisador do pensamento”. Veja essas dicas que eles escreveram sobre o memorial das obras:

“Buscamos publicar memoriais de projetos com textos claros e objetivos que permitam conhecer aspectos fundamentais de cada projeto de forma coerente, capazes de comunicar o essencial ao leitor e envolvê-lo com informações que permitam que ele participe com opiniões sobre a obra.”

Além dessa parte textual, você precisará preencher duas planilhas em Excel: uma com uma lista dos fabricantes dos projetos e dos materiais utilizados e outra com a lista de softwares utilizados nas etapas de projeto, mas não se preocupe: eles também disponibilizam o arquivo base para isso, basta preencher.

Outras mídias

Eles ainda disponibilizam uma outra pasta para “outras mídias”, para arquivos que não se encaixam nem em desenhos, fotos ou texto. GIFs podem entrar nessa categoria, e se você tiver vídeos do seu projeto, poderá incluir os links nessa pasta.

Como submeter (passo a passo)

Pronto! Agora que você tem todo o material, basta enviar da maneira correta. 

  1. Você precisará fazer o download da pasta padrão do Archdaily, disponível no final desse artigo. É uma pasta que segue a estrutura correta e organização padrão de arquivos.
  2. É preciso renomear a pasta “Nome do Projeto _ Nome do Escritório” com os seus dados.
  3. Você irá adicionar todos os arquivos separados nas pastas de Desenhos, de Fotografias, e alterar o nome das pastas de fotografias para o nome do(s) fotógrafo(s), como indicado.
  4. Na pasta “outras mídias” você irá inserir links para vídeos, se houver, hospedados no Youtube ou no Vimeo. Além disso, podem ser adicionados GIFs do seu projeto com algum diagrama, ou sequência de fotos.
  5. Na pasta Texto existem dois arquivos:
    1. O primeiro, chamado “AD FORM”, é o arquivo que você preencherá com aquelas informações gerais (nome do projeto, do escritório, seu site, seu email de contato e informações referentes ao projeto). Também há espaço para colocar os créditos das fotografias, créditos adicionais e um espaço para uma descrição do projeto (de 200 a 500 palavras). Eles indicam que a tradução dessa descrição em espanhol e inglês aumenta as chances do projeto ser publicado nos outros sites Archdaily.
    2. Na mesma pasta, você verá um arquivo de Excel, o “Manufacturers list”. É um item importante e obrigatório. Nessa parte você incluirá os nomes e códigos dos produtos utilizados no projeto e a marca ou fabricante. Além disso, nesse mesmo arquivo você deve inserir os nomes e as marcas dos softwares utilizados desde a concepção até as fases finais do projeto. Ex: Revit / Autodesk.
  6. Depois de preencher tudo e adicionar todos os arquivos necessários, você deve colocar essa pasta inteira na nuvem. Eles aceitam links do Dropbox e do Google Drive. Caso você já tenha uma conta Gmail, automaticamente você já possui uma conta no Google Drive.

Tutorial Google Drive:

Para subir a pasta para o você deve entrar nesse endereço: https://drive.google.com/drive/u/0/my-drive. Em seguida, no canto superior esquerdo, você verá um botão “+NOVO”, clicando nele você verá a opção “UPLOAD DE PASTA”.

Dicas extras

Links? Artigos do archdaily falando sobre apresentação?

Fontes:

Quem sou eu

Caso você não me conheça, me chamo Vinícius Ferzeli, sou designer há 6 anos, arquiteto há 2 e fotógrafo de arquitetura. Recém chegado em Porto Alegre, estou na missão de ajudar arquitetos e designers gaúchos a apresentarem da melhor forma os seus projetos.

E como eu faço isso? Fotografando todos os tipos de obras executadas, desde pequenos ambientes até grandes empreendimentos como hotéis e prédios públicos.

Como sou novo na região, estou oferecendo uma condição especial para os escritórios que queiram fotografar seus projetos. Quer saber mais? Me mande um Whatsapp no (67)99289-5999 e me pergunte como.

Post 2

teste

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

teste

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Título Post 1

Título Post 1

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Título Post 1



Share on facebook



Share on google



Share on twitter



Share on linkedin